“A compaixão budista – aliviando o sofrimento e concedendo alegria”

O Sr. Toda, segundo presidente da Soka Gakkai, dizia: O propósito de nossa prática budista é desfrutar a felicidade por toda a eternidade da viva. Compartilhar o Budismo Nitiren com outras pessoas é um ato de compaixão. Através desse ato de compaixão conseguimos concretizar a felicidade duradoura não somente para nós mesmos mas também abrimos essa possibilidade para outras pessoas que estejam sofrendo por causa da pobreza ou passando por provações. Não há portanto, trabalho mais nobre do que esse.”

A unica forma de alguém realmente superar seus problemas é reunindo as forças das profundezas de sua vida e se levantar firmemente por si só para desafiar esses problemas.

O Sr. Toda enfatizava: ” Não há como ajudar alguém de uma forma realmente significativa simplesmente dizendo que sente muito por ela…

A verdadeira compaixão budista nada tem a ver com sentimentalismo ou mera pena. O sentimentalismo não ajuda a pessoa a conquistar a vitória na vida, nem alivia realmente o sofrimento e tampouco concede alegria, pois não soluciona o problema fundamental.

A compaixão de querer ajudar as outras pessoas a vencerem seus problemas manifestará a sabedoria necessária para sabermos a melhor forma de proceder”

BS Outubro/2010

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s