Felicidade

“A felicidade da mulher ou do ser humano não é determinada pela escolaridade, bens materiais ou pelo casamento. Tudo se inicia do ato de cultivar a força para se tornar uma pessoa forte e capaz de vencer suas fraquezas. Com isso, tanto o casamento como a vida familiar tornam-se repletos de felicidade. Além disso, o próprio ato de poder dedicar-se na prática da fé para polir a si mesma e de poder devotar-se a felicidade das pessoas como mensageiro do Buda é em si uma grande alegria e felicidade.

A primeira vitória deverá ser naturalmente a de vencer as nossas fraquezas. Se vencermos a nós mesmas, poderemos vencer em tudo. Uma pessoa vitoriosa é radiante e o brilho do seu caráter estimula os outros e os conduz para a felicidade. Vamos lutar contra as nossas fraquezas!!!

Trechos do Livro Nova Revolução Humana- Nº 4 – pág 135 e 139

Anúncios